AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE MILITARIZAÇÃO DE ESCOLAS PÚBLICAS

A secretária de Educação do Estado do Piauí arrasta tudo em seus devaneio de poder - a militarização das escolas.

Hoje, 22 de fevereiro de 2016, 9h, membros do Fórum pela Educação Pública no Piauí estiveram reunidos com o defensor público Fernando Santos.

Expuseram ao representante do Ministério Público as várias ilegalidades em que o processo de militarização de escolas públicas piauienses se encontra:

  1. Frente à Constituição Federal que preconiza a laicidade do ensino público
  2. Desrespeito às Leis do Estado brasileiro como Plano Nacional de Educação, Plano Estadual de Educação – à medida que não leva em conta a democratização de escolas com eleições para diretores, a contratação de pedagogos e gestores escolares formados para tal fim. O próprio Conselho Estadual de Educação está às margens de tais mudanças.
  3. Além disso, gera desvio de função tirando os militares das obrigações constitucionais e institucionais, dando a eles atividades meio/fim para as quais não estão preparados, ou foram preparados.
  4. As escolas militarizadas são também a negação do programa partidário do PT para as últimas eleições. Petistas reclamam que a militarização de escolas não passa de estelionato eleitoral desde que, jamais, isso se constituiu numa meta para o PT.

Para além das ilegalidades a Secretaria de Educação do Estado do Piauí,mulher do governador, muda ao parâmetros curriculares e fundamentais do ensino no Brasil: Coloca no lugar do ensino argumentativo e científico,o ensino disciplinar e “fundamentado” em crendices.

Dia 4 de março de 2016 o Ministério Público ouvirá a Secretaria de Educação do Estado do Piauí, o comandante da Polícia Militar e o Conselho Estadual de Educação.O Fórum estará presente e certamente fará o contraponto às mentiras oficiais.

O movimento tende a tornar-se caudal e levar ao impeachment a mulher do governador e ele próprio. À Luta!

Postado por em 22 de Fevereiro de 2016 às 18:19
Atualizado em 22 de Fevereiro de 2016 às 19:14

Curiosidades

Salvo pelo Gongo

A Inglaterra é um país pequeno, e nem sempre houve espaço para enterrar todos os mortos. Então, os caixões eram abertos, os ossos tirados e encaminhados.

Leia mais