FÓRUM ESTADUAL DE ENTIDADES EM DEFESA DA EDUCAÇÃO PÚBLICA

O processo demilitarização de escolas do ensino médio em teresina

Hoje, 16 de fevereiro de 2016, na sede da CUT/PI, esteve reunido o Fórum pela Educação Pública no Piauí. O tema central do Encontro foi o processo de militarização das escolas públicas de Ensino Médio do Estado do Piauí. Como sempre isso não é uma inovação tecnológica nossa. Coisa antiga, remonta ao tempo da Esparta Clássica – O Estado Militar. Os administradores eleitos pelo povo para gerirem os Municípios e Estados brasileiro, perfilam-se como idiotas diante da novidade em Sergipe, Goiás e Brasília, preparando o próximo golpe militar com base popular.

Preparar milicos nas redes estaduais de ensino é, ou não é, preparar as bases para um novo golpe com a ajuda da juventude sedenta de mudanças sociais que os políticos tradicionais foram incapazes de fazê-las? A ordem e a hierarquia em um país corrupto como o nosso (os militares foram corruptos desde o início do golpe, pois já o eram enquanto instituição) é colocar nas mãos das novas “referêcias sociais” – o sargento, o capitão,o coronel – um poder imenso de força social que os civis foram incapazes  de doutrinar e domar, até porque essa não é a função docente.

Um dos argumentos usados para dar seqüência à idiotice é o bom desempenho que algumas escolas geridas pelos milicos tiveram no ENEM. Ora,isso só é possível diante de um diferencial entre escolas administradas por milicos e civis – a repressão autorizada. Mas autorizada por quem? Ora, por parte da sociedade pobre que não tem a mínima condição de acompanhar os filhos nas tarefas escolares e da vida. Vejam dois contra-exemplos:  Quais foram os 20 melhores desempenhos no ENEM de 2013? Os colégios das elites, entre eles o Dom Barreto e o Lerote, em Teresina. Mas há também um colégio de aplicação da UFV, em Viçosa-Ce. Ainda temos o nosso Cocal dos Alves cujo diferencial é uma proposta de trabalho na quais discentes vislumbram as próprias conquistas.

Esse quadro só estará completo pela explicitação oportunista dos políticos. Rejane Dias sabe que não vai solucionar a questão da violência nas escolas, muito menos na sociedade, com essa medida. Mas ela precisa fazê-la para aparecer bem nos próximos programas eleitorais e receber o apoio dos pais que, escravizados no dia-a-dia, não podem acompanhar os desempenhos dos próprios filhos. É o velho “pão e circo” sob o disfarce de um bom serviço prestado a sociedade. A mentira teima em querer derrotar a esperança.

O Fórum, acertadamente, resolveu encaminhar: Solicitações de audiências públicas à Câmara de Vereadores e a Assembleia Legislativa para discutir com a sociedade o tema;  Solicitar ao Ministério Público ação sobre o procedimento de se entregar a administração de escolas públicas aos milicos; fazer panfletagem nas escolas e preparar um Ato com a participação do Ensino Médio de Teresina. 

Postado por em 17 de Fevereiro de 2016 às 02:20
Atualizado em 18 de Fevereiro de 2016 às 14:14

Curiosidades

Salvo pelo Gongo

A Inglaterra é um país pequeno, e nem sempre houve espaço para enterrar todos os mortos. Então, os caixões eram abertos, os ossos tirados e encaminhados.

Leia mais